Guilherme Schwab lança ‘Hora e Lugar’, primeiro single de EP inédito

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Guilherme Schwab ia começar a se dedicar ao lançamento de seu primeiro álbum, cinco anos atrás, quando foi atropelado por uma série de acontecimentos que mudariam sua vida e os rumos de sua carreira. Para melhor. “Pangea” foi lançado e apresentou o talento desse artista niteroiense como cantor, compositor e multi- instrumentista. No entanto, o trabalho foi pouco divulgado, pois ele precisou agarrar oportunidades que foram surgindo e engordando o seu currículo. Correria total.

Em 2014, Guilherme Schwab estreou no programa Superstar, da TV Globo, como integrante do Suricato. Em 2015, com a banda, tocou no Rock in Rio, explodiu a canção “Trem” nas rádios, levou um Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock Brasileiro com “Sol-te” e emplacou canções em novelas. A partir daí, como instrumentista, acompanhou em palcos, estúdios, programas de TV e trilhas sonoras alguns dos maioresnomes da cena musical brasileira e internacional:

Pepeu Gomes, Baby Do Brasil, Erasmo Carlos, Caetano Veloso, Ney Matogrosso, Armandinho Macedo, Toni Garrido, Dinho Ouro Preto, Paulo Miklos, Paulo Ricardo, Roupa Nova, George Israel, Kiko Zambianchi, Tiago Iorc, Chitãozinho e Xororó, Luan Santana, Paula Fernandes, Preta Gil, Moska, Carlinhos Brown, Detonautas, Rita Benneditto e Raul Midón, entre outros.

Toda essa experiência e mais a sua história com o didgeridoo – instrumento musical oriundo dos aborígenes australianos do qual virou um dos poucos especialistas no Brasil e que foi um divisor de águas em sua música – preparou o terreno para que o cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista pudesse voltar a se dedicar às próprias composições. E, com tempo, com a tranquilidade e o esmero que os treinos no didgeridoo lhe ensinaram, ele registrou cinco canções, que lançará ao longo deste segundo semestre de 2019, fechando o EP Tempo dos Sonhos. Com arranjos solares e refrões marcantes, o álbum reitera o talento de Guilherme Schwab como autor e intérprete e mostra sua capacidade de traduzir instrumentos inusitados para o universo pop. Dono de um estilo inconfundível, ele se apresenta com instrumentos de várias partes do mundo, como o weissenborn (violão havaiano) e o hang drum (percussão original da Suíça).

Hora e Lugar é a primeira faixa desse EP e está sendo lançada agora com um belo clipe gravado em Visconde de Mauá – RJ. De autoria de Guilherme Schwab, a música traz a experiência do músico com diversos tipos de sonoridade: violão, guitarra, guitarra slide, gaita e dobro (gravados por ele) fazem a base para sua voz dar brilho à interpretação. O videoclipe foi dirigido por Bruno Murtinho, cineasta premiado e diretor do recente “Amazônia Groove” (melhor cinematografia SXSW 2019). Murtinho já trabalhou em outros clipes, documentários e DVDs de Jota Quest, Capital Inicial, Nando Reis, O Rappa, Vanessa da Matta, Skank e muitos outros nomes da música brasileira. A direção de fotografia é de Marcos Salamonde, a produção, de Mariana Dantas e Germano Viegas e as fotos da  capa são de Pedro Luz. A faixa é o primeiro single de Tempo dos Sonhos, que finalmente vai permitir que Guilherme Schwab possa se entregar, com tempo, aos seus sonhos e apresentar todos os seus talentos como artista solo.

Fotos: Pedro Luz

Sobre Tempo dos Sonhos

Gravado no estúdio Nave 33, de Juliano Cortuah, Tempo dos Sonhos conta com Pedro Mamede, Kadu Menezes e o ex-Suricato Pompeo Pelosi se alternando na bateria (Pelosi ainda trouxe novas cores com seu washboard); Junior Moraes, que também acompanhou a Suricato nos palcos, na percussão, programações e vocais; Alessandro Matias no baixo; Rodrigo Tavares no teclado Hammond; e Juliano Cortuah no backing vocal. Além de emprestar a voz para algumas faixas, Cortuah assina a produção de todas elas.

A mixagem ficou a cargo de ninguém menos que Moogie Canazio, em Los Angeles, onde Guilherme Schwab aportou para finalizar o trabalho. Radicado nos Estados Unidos, Moogie é um conhecido e respeitado produtor musical que já produziu, gravou e/ou mixou trabalhos de Rita Lee, Caetano Veloso, João Gilberto, Sergio Mendes, Legião Urbana, Nathan East (baixista do Eric Clapton), Barbra Streisand, Elis Regina, James Taylor, Sarah Vaughan, Milton Nascimento e muitos outros.

por Chris Fuscaldo*

*Jornalista e autora dos livros Discobiografia Legionária e

Discobiografia Mutante