Em dia recorde de positivos para a Covid, MS mantém taxa de isolamento na casa dos 37%

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Mais uma vez as taxas de isolamento se mantiveram no mesmo nível, e nesta terça-feira (21.07) o número de pessoas que permaneceu em isolamento social foi de apenas 37,9%. Isso significa que o restante da população manteve a rotina de dias normais podendo a qualquer momento ter contato com o vírus que circula de maneira mais agressiva no Estado nos últimos dias.

Para se ter uma ideia nas últimas 24 horas houve um aumento de 8,6% no número de casos confirmados. Dados oficiais da Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontam 1.503 novos testes positivos para a Covid-19, e mais nove famílias perderam seus entes queridos para a doença nesta quarta-feira (22). De maneira macro, são 18.889 infectados desde o início da pandemia, dos quais 257 foram a óbito.  

Os números preocupam as autoridades, uma vez que na medida em que cresce o número de infectados, as taxas de isolamento social seguem muito aquém do índice de 60% recomendado pela SES para reduzir a curva de contágio do vírus. As taxas de mobilidade social nos municípios vão de 31,6% em Rio Verde de Mato Grosso a 62,5% em Japorã. Confira aqui a lista completa.

Com 7.348 casos confirmados de Covid e 94% dos leitos de UTI da macrorregião ocupados, Campo Grande registrou taxa de isolamento social de 37,3% nesta terça. Com esse percentual, a capital sul-mato-grossense figura em 25° lugar no ranking nacional.

Diante deste cenário o secretário de saúde, Geraldo Resende voltou a pedir a colaboração da sociedade nesse enfrentamento. “Somente o isolamento social, uso de máscaras e manter as regras de higiene, são de fato elementos com base cientifica que são fundamentais para o enfrentamento da Covid. Muita gente está levando a vida normal, não está cumprindo o toque de recolher, está frequentando bares e botecos. Muitas vezes levando as famílias a risco”, alertou.

Fonte: Portal do Governo de MS

Foto: Saul Schramm